A "nova" política ambiental de Pernambuco


Eita estado arretado! Afinal, quem tem a maior avenida em linha reta da América Latina e adjacências? A avenida Caxangá e seus 6 km de extensão poderia ser mais famosa por seu nome - que em tupi significa 'mata extensa' –, referência às matas que outrora cobriam a várzea do Capibaribe. Mas aqui em Pernambuco vemos tudo pelo lado bom, e é seguramente melhor percorrer a av. Caxangá pensando na sua glória recordista que contemplar seu trajeto sem árvores, ladeado por incontáveis funerárias e revendas de carros. Deve ser por isso que somos o povo mais feliz em linha reta da América Latina. Somos incrivelmente bons em confundir a realidade com o surrealismo ufanista. Nossa lombra é chamar Recife de Veneza.

Em Pernambuco, os órgão ambientais trabalham contra o meio ambiente (estaríamos fazendo um teste do modelo paulista, onde a secretaria de educação fecha escolas?). A ideia da nova política praticada pelo PSB inclui confundir tudo e todos e colocar as secretarias para trabalhar em sentido contrário ao seu objetivo. Em Pernambuco somos tão f$%@# que conseguimos ter ao mesmo tempo a maior e a mais efêmera unidade de conservação de nível estatal da Caatinga, do Brasil, do Universo. O Refúgio de Vida Silvestre Tatu Bola (RVS Tatu Bola) nasceu e morreu entre março e novembro de 2015. Em menos de um ano, o governo de Pernambuco criou e 'descriou' 110 mil hectares de Caatinga protegida, a maior do Nordeste.

Num surto de sensibilidade social a Semas-PE decidiu atender à demanda do agricultores da região, que mal informados e com medo de desapropriação e outras confusões pediu a revogação do decreto que criou o RVS Tatu Bola. Ninguém quis avisar pra eles que NÃO vai haver desapropriação e ninguém apareceu para mencionar os benefícios de uma UC de proteção integral que permite conciliar a propriedade privada com a conservação via produção sustentável. A própria secretaria de meio ambiente, comandada por um publicitário, cita uma “falha de comunicação” como principal motivo para o novo recorde pernambucano. Essa “falha” impediu que esclarecessem os agricultores locais, que pena. Nos manuais mais básicos de política, aprendemos que temos que defender aquele setor que representamos e seus interesses. Em Pernambuco quebramos com essa caretice e inauguramos novas funções para secretarias improdutivas. Aqui o plano cicloviário, objeto de mobilidade urbana, é assunto da secretaria de turismo. Aqui as empresas de energia eólica através de seu lobby destroem a legislação ambiental e são autorizadas a desmatar milhares de hectares pelo órgãos ambientais como o CPRH. Aqui a secretaria de meio ambiente sustentabilidade (Semas-PE) usa o álibi de atender às demandas de agricultores pra dar um gigante passo atrás na proteção da Caatinga e 'descria' maior área protegida da Caatinga criada por ela mesma meses antes.

Pernambuco não é para amadores.


Featured Posts
Recent Posts
Search By Tags
Nenhum tag.
Follow Us
  • Facebook Classic
  • Twitter Classic
  • Google Classic
Encontre-nos

Laboratório de Ecologia Aplicada

Departamento do Botânica

Universidade Federal de Pernambuco

Rua Prof. Moraes Rego S/N, 50670-901

Recife-PE, Brasil

 

Grupo no Facebook

 

 

Telefone : x55 81 2126-8944

Fax : x55 81 2126-8348
Email : felipe.plmelo@ufpe.br

  • Facebook App Icon
Curta e compartilhe
This site was designed with the
.com
website builder. Create your website today.
Start Now